8 de setembro de 2012

Se a humanidade chegar ao ponto onde todo mundo é aceito como é, noventa por cento da infelicidade desaparecerá.


Este é o nosso mundo, onde todos estão se julgando errados e julgando aos demais como errados. Agindo dessa forma, como você pode ser amoroso e amigável?
Você ficará isolado, ficará completamente fechado, viverá em um mundo que você condena e o mundo o condenará.
Se a humanidade inteira chegar ao ponto onde todo mundo é aceito como é, quase noventa por cento da infelicidade desaparecerá.
Neste momento, como você pode amar?
Quando você vê tantos erros, tantas fraquezas...Como você pode amar?
O amor pode ser compartilhado, compartilhado com todas as espécies de pessoas.
Não faça exigências.
O julgamento é feio, ele fere as pessoas.
Por um lado, você vai machucando, ferindo todo mundo, e por outro lado, você quer o amor delas,  seu respeito. Isso é impossível.
 Ame as pessoas, aceite-as, e talvez o seu amor e respeito possa ajudá-las a mudar muitas de suas fraquezas, muitas de suas falhas, o amor pode dar uma nova energia, um novo significado, uma nova força. O amor pode lhes dar novas raízes para se erguerem.
Se apenas uma única pessoa te ama, isso te faz tão forte, que você nem pode imaginar.
Mas, se ninguém te ama você fica isolado, então, você pensa que é livre, mas você está vivendo numa cela, isolado em uma cadeia.
Seja o que for que esteja fazendo, se você gosta do que faz, faça.
Nenhuma pessoa tem o direito de dizer que o que você está fazendo está errado.
Se você não está ferindo ninguém, não está perturbando ninguém, se está fazendo algo que gosta, e que não é prejudicial aos outros de modo algum... Então qual o problema?

BSR

Texto adaptado - Renatogk

Nenhum comentário:

Postar um comentário