29 de julho de 2012

O sonho que mudou minha vida.




Vários são os relatos de pessoas, que em sonho entraram em contato com Espíritos, recebendo diversos ensinamentos.

Eurípedes Barsanulfo, foi um dos maiores trabalhadores espíritas do Brasil.
Certa noite, enquanto dormia, foi transportado em espírito a uma região do espaço, muito distante da Terra.
Sentiu-se conduzido por braços invisíveis a um imenso jardim fora dos domínios da terra.
Um lugar de aspecto agradável, onde se podia ouvir uma constante melodia, e uma brisa espalhava diversos perfumes de flores pelo ar.
Começou calmamente a contemplar aquela paisagem desconhecida e linda, ao mesmo tempo, avistou ao longe um homem que meditava cercado por uma luz muito intensa.
Atraído por aquele fenômeno começou aproximar-se cada vez mais daquele indivíduo.
Mas ao chegar mais perto parou de repente, e começou a sentir-se tremulo.
Algo dizia no seu íntimo para que não avançasse mais.
E numa explosão de alegria reconheceu-se na presença do Cristo.
Baixou a cabeça, constrangido e envergonhado ficou em silêncio, sentindo-se incapaz de voltar ou seguir adiante.
Começou imediatamente a recordar as lições do mestre, os templos do mundo, as homenagens prestadas ao Senhor, na literatura e nas artes, e a mensagem Dele a ecoar entre os homens há mais de vinte séculos.

Atordoado pela grandeza do momento, começou a chorar.
Lagrimas começaram a descer pelo seu rosto, quando adquiriu coragem levantou os olhos, e  percebeu que Jesus também chorava.
Então pensou em fazer alguma coisa que pudesse consolar o mestre.
Mas estava como que chumbado ao chão, sem forças para dar um passo à frente.
Então começou a pensar que os responsáveis pelas lágrimas do Senhor poderiam ser aquelas pessoas que até hoje ainda, Lhe tratam com incompreensão e sarcasmo, ignorando seus ensinamentos.
E, nessa linha de pensamento, não se conteve.
Abriu a boca e falou:
Senhor, por que você está chorando?
O mestre nada respondeu.
Para certificar-se de que estava sendo ouvido, Eurípedes perguntou outra vez:
“É por causa dos descrentes do mundo que você está chorando Senhor?”

Então o Mestre respondeu de  forma doce e compassiva:
“Não, meu filho, não choro pelos descrentes do mundo aos quais devemos amor.
Choro por todos aqueles que conhecem o Evangelho, mas não o praticam.”

Eurípedes não conseguiu descrever os sentimentos que lhe invadiram a alma naquele momento.
E como se caísse em uma profunda sombra, diante da dor que a resposta lhe trouxe, desceu, desceu... E acordou no corpo físico.
Era madrugada.
Não conseguiu mais dormir e levantou-se.
Desde aquele dia sem comunicar a ninguém aquela revelação, entregou-se como professor que era, aos trabalhos da educação, dedicando-se aos seus alunos com muito amor e paciência.
Atendeu aos doentes e aos necessitados de toda ordem, sem descanso, em nome do Cristo, a quem passou a seguir com plena fidelidade até o fim dos seus dias na terra.

O sonho que mudou a minha vida (Eurípedes Barsanulfo)
Francisco Cândido Xavier

Texto adaptado - Renato G K

Nenhum comentário:

Postar um comentário