15 de abril de 2012

Resposta ao meu amigo pastor.

Infelizmente meu amigo pastor preferiu não publicar essa resposta que enviei ao seu blog.
Por lá eles tem o direito de ofender a vontade a crença dos outros, mas não conferem o mesmo direito aos hereges (Quem professa idéias contrárias)


Como disse:
“São poucas as pessoas que conseguem ver”.
Infelizmente vc é mais uma dessas pessoas que não consegue ver, a teologia o cegou completamente.
Vc não despreza as outras religiões por causa de Jesus, Jesus não ensina isso.
Vc as despreza por causa da sua teologia.
Por causa do seu mestre, o pai da teologia que vc citou, Tomás de Aquino.

Realmente a doutrina espírita não fala em redenção da alma, exemplifica.
O maior exemplo que tivemos aqui no Brasil de salvação, renúncia, amor e solidariedade veio justamente da doutrina que os amigos evangélicos odeiam, dizem 'raca', a doutrina de satã.
Não conheço absolutamente ninguém do meio evangélico, ou do catolicismo aqui no Brasil, que conseguiu refletir Jesus de forma tão sublime quanto 'Francisco Cândido Xavier'.
Este homem durante todos os longos anos de sua vida só semeou a paz, o consolo, a caridade, o amor, sem nunca cobrar um centavo de ninguém.
Este homem sim, deu de graça o que de graça recebeu, viveu e morreu na mais absoluta pobreza, a exemplo de Jesus.
Muito diferente dos chamados “homens de Deus” da teologia da prosperidade.
É da doutrina que vcs amigos evangélicos não suportam, que resplandeceu no Brasil o maior exemplo de amor ao próximo de toda nossa história.

E outra coisa, eu não comparei a Bíblia a nenhuma literatura das quais vc citou.
Muito pelo contrário, creio que a Bíblia tem a qualidade do assombro, de deixar a sua mente parada.
Mas infelizmente alguns teólogos destroem esse assombro, porque eles começam a interpretar cada um a sua própria maneira.
Edir Macedo, Valdomiro Santiago, RR Soares, Silas Malafaia etc...estão divididos, em guerra perpétua uns com os outros, não por causa de Jesus, e sim por causa dos seus diplomas de teologia.
Eles trazem a mente para aquilo, e a mente é muito pequena, muito medíocre.
É como se vc estivesse olhando para uma coisa tremendamente bonita a partir da mente de um homem muito estúpido.

Jesus ao qual vc se refere é muito diferente dos teólogos, imensamente diferente.
Jesus é filho de um carpinteiro, ele tem algo dos camponeses, sabedoria mas não conhecimento.
Nenhuma universidade gostaria de lhe conferir um grau honorífico.
Ele não se ajustaria a nenhuma universidade, ele pareceria muito bobo numa beca.
Ele não se ajustaria, ele pertence à terra, as coisas simples, ao comum, à gente do povo.
Li muitos comentários sobre a Bíblia de muitos teólogos, mas até agora vi poucos comentários inteligentes.
A maioria deles apenas destroem, obscurecem a coisa toda, repetindo como papagaios capítulos e versículos decorados da Bíblia o tempo todo.
Jesus é claro, a sua verdade é evidente, ele é sua própria luz, ele é muito simples, absolutamente simples.




Um comentário:

  1. Parabéns pelo blog e por seguir o meu, já fiquei por aqui, quanto a sua resposta ao pastor, bem não sei o que houve e qual foi a conversa entre vcs, mas sou evangélica, respeito a todos que tem outra crença, acho isso particular, como dizem religião e futebol não se discute, o que prezo é o respeito entre os seres, e tentarmos cada dia fazer a diferença com boas ações, palavras e desejos ao próximo, tanto se formos evangélicos, espiritas ou ateu. Se todos fizessem isso não haveria tanta coisa errada feita em nome de Deus, que é amor supremo, eu vi um video que o pregador diz que religião mata, na hora fiquei meio sem entender, depois ouvindo sua explicação concordo, o homem distorce os ensinamentos de Deus a seu prazer, coisas erradas e pessoas que não tem carácter existem em todas as igrejas, por isso miro em Cristo, se não a decepção seria certa, vivo tentando faze o meu melhor, o julgamento pertence somente a Deus.
    Quanto ao Chico Xavier, independente de qqr coisa, merece todo eu respeito, assim como Irmã Dulce, Madre Teresa, com certeza poucos vivem para o próximo.

    ResponderExcluir